Orgias literárias da tribo, organizado por Fabrício Viana

Por causa da parceria feita com a Editora Orgástica, recebi em casa os livros já publicados. O primeiro deles, O Armário, eu já havia resenhado.

Ontem terminei de ler o Orgias Literárias da Tribo, uma coletânea de contos, relatos e poemas escritos por pessoas do universo LGBT. Há autorias lésbicas, transexuais, gays e bissexuais, produzindo uma diversidade de olhares e abordagens que amplia a experiência do leitor.

O livro começa com alguns relatos de Marina sobre suas vivências a partir do dia em que encarou publicamente o processo de transição de um corpo apresentado como masculino para o corpo com o qual ela se reconhece (e se apresenta hoje), feminino. Na ocasião do lançamento do livro, fui chamado para ler um trecho do texto de Marina, o que talvez me faça ter um carinho especial pelo que li.

O segundo autor, Caio Gomez, nos apresenta um conto marcado pelo impacto emocional. É uma história de amor angustiante que já levou muitas pessoas às lágrimas. Li cheio de arrogância pensando que nem seria tudo isso e me surpreendi querendo saber o que aconteceria a cada virada de página.

Karina Dias é a terceira autora e seu conto revela a possibilidade das histórias felizes. O amor tecido por ela é embalado por duas mulheres que se conhecem por acaso. Desde antes deste livro ando com vontade de devorar os livros de Karina, então agora tenho um motivo a mais para buscá-los.

Então temos Oliver Lebruter, que oferece um pacote de pequenas narrativas humorísticas sobre o universo gay. É uma leitura dinâmica, ao ponto da diagramação não seguir ordenações tradicionais e o texto vir com partes de cabeça para baixo e outras de lado, obrigando o leitor a virar o livro para acompanhar as histórias.

O conto de Laris Neal é narrado por uma personagem desbocada e presunçosa, o que só revela a potência da literatura: é possível “entrar na sua pele” durante a narrativa. Ao final, eu estava torcendo para que a danada conseguisse o que queria, ou seja, conquistar a moça loira mimada.

Evertton Henrique é o sexto autor da coletânea e introduz um personagem odioso: ele sabe o que quer e faz de tudo para alcançar os seus objetivos, usando as pessoas pelo caminho. Contudo, como nem sempre as coisas seguem como planejamos, ele acaba tendo que enfrentar alguns contratempos inesperados.

A autora Paula Guedes junta vários pequenos textos, escrevendo prosa poética, questionamentos sobre machismo e também orientações gerais para mulheres lésbicas. Sem dúvida, sua escrita harmoniza com a proposta do livro e poderia facilmente servir de abertura para a coletânea.

Heller de Paula monta seu conto a partir de um personagem homossexual homofóbico. A contradição é o que sustenta o conflito na história e possibilita que ela se desenvolva até o clímax, quando encontramos o personagem sendo obrigado a lidar com essas múltiplas partes que o compõem.

Meggie M. integra o livro com três pequenas histórias de vidas comuns, três mulheres que levam suas vidas, cada uma à sua maneira, cada uma marcada por amores e experiências que não dependem de homens. Terminei a leitura com a sensação de que conheci melhor o cotidiano de três pessoas que existem de verdade, como se a leitura fosse de uma reportagem e não de ficção.

Raphael Pagotto apresenta uma narrativa pessoal e diversos poemas, finalizando a parte poética do livro com uma quebra na estrutura, depois de tantos contos e relatos.

O livro é finalizado com um texto de Ben Oliveira, meu colega de livro no Loveless e no Homossilábicas 3, que foi convidado pelo editor da Orgástica, Fabrício Viana, para escrever sobre a literatura LGBT no Brasil.

Quando terminei de ler, fiquei pensando: eu queria ter participado dessa orgia. Me acalma saber que conheci alguns dos autores e que existirão outras oportunidades para trabalhar em parceria com esse povo.

Um comentário em “Orgias literárias da tribo, organizado por Fabrício Viana

  1. Pingback: Ursos pesados, de Fabrício Viana (resenha) - Tales Gubes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *