Abandone as desculpas para escrever

O conselho já foi dado inúmeras vezes: de um milhão de passos, você precisa começar com um simples passinho. Isso vale para qualquer coisa: cozinhar em casa, manter o quarto arrumado, terminar aquele trabalho de conclusão de curso… Ou escrever todos os dias.

Escrever todos os dias para ser o sonho de muitos aprendizes de escritores que eu conheço. Só parece ser, porque pouca gente realmente quer escrever todos os dias. A maior parte das pessoas quer ter escrito ou poder dizer que escreve todos os dias. Está tudo bem, o jeito de chegar lá é igual para todos.

O grande segredo para desenvolver qualquer hábito que perdure a vida inteira é dar o primeiro passo.

Acredite, o primeiro passo já é difícil o suficiente. Quero escrever, mas falta tempo, não tenho ideias, o lugar onde sento pra produzir é muito barulhento… É tudo desculpa, mas são desculpas legítimas se realmente conseguem me paralisar. É claro, elas deixam de ser legítimas no momento em que descubro que são apenas desculpas que evitam que eu faça o que realmente quero fazer (mas para isso eu tenho que realmente querer fazer alguma coisa).

Se você não quer, está tudo bem.

Se você quer, faça. Do jeito que puder, apenas faça. Talvez seja um primeiro passo torto, mal pisado, daqueles que nem avançam nem prometem muita coisa. Não tem problema, apenas faça.

Mas cuidado com as desculpas, elas são traiçoeiras, dedicadas e assumem muitas formas.

“Hoje estou cansado, ocupado, triste, sem as condições ideais… a partir de amanhã vou escrever todos os dias”. Pensei isso todas as vezes que considerei recuperar o hábito de escrever todos os dias.

“Preciso separar o tempo para escrever textos grandes e bem elaborados”. Seth Godin discorda.

“Puxa, eu vou ter que ficar separando imagens para alcançar mais pessoas”. Espera, eu quero escrever ou quero ficar famosinho na internet? No meu caso, até quero os dois, então posso conjugá-los, mas no momento em que um virar motivo para não fazer o outro, não só virou uma desculpa como está evitando que ambos aconteçam.

Se você quer fazer alguma coisa, faça, sem desculpas, do jeito que for possível.


Also published on Medium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *