Você sempre pode fingir

No trabalho de treinar escritores, ouço muito coisas como “eu não sou bom o suficiente”, “eu tenho medo”, “eu acho que serei julgado” etc. É comum ter medo quando vivemos num mundo em que nos ensina o tempo inteiro que há pessoas melhores do que outras.

Sabe um truque eu sugiro sempre a quem me diz essas coisas? Finja. Finja que tem coragem, finja que sabe o que está fazendo, finja que não se importe, mesmo que seja só por cinco minutos. Esses cinco minutos de ousadia valerão muito mais do que as horas de sofrimento. E além disso, você terá um produto real das suas ações. Só vejo vantagens.

Tá com medo? Finja que tem coragem e faça um pouquinho do que você teme. Só um pouquinho (mas se esse pouquinho virar mais e mais, aproveite a onda).

🙂

(Esse texto foi inspirado no título de um artigo do Seth Godin.)