A importância de se ter bons amigos

Eu me considero uma pessoa de sorte, privilegiada não só por ter uma família que me ama e cuida de mim como pode (alguns exemplos podem ser encontrados na Raposa Antropomórfica aqui e aqui). Acima de tudo, eu tenho o grande prazer de haver encontrado amigos que me acompanham pela vida.

Recepção calorosa em São Paulo

Recepção calorosa em São Paulo

Não digo isso apenas por haver chegado em São Paulo com uma linda recepção de uma das minhas melhores amigas. Nas palavras dela, “só se tem um primeiro dia em SP, eu queria fazer parte dele”.

Amizade é isso: querer fazer parte, dividir a própria vida e a do outro.

Quando mudei para Goiânia, há quatro anos, meu maior medo era perder as amizades que havia construído em Porto Alegre e, ao mesmo tempo, não conseguir estabelecer novas relações. Hoje esse medo não existe mais, graças às amizades que fiz.

“Amizade verdadeira a distância não afeta”, disse-me outra amiga. Ela está recheada de razão. Continuo conversando por horas com cada uma das pessoas que são importantes para mim. O tempo passa sem percebermos. Fazer amizades, ao menos para mim, não é um problema porque eu gosto de estar com pessoas que me tocam, que me mostram formas diferentes de ver o mundo.

E quando fazer amigos não é fácil?

Eu sempre achei que fazer amizade era uma coisa natural, um mecanismo que vinha pronto em cada um de nós para ser ativado quando necessário. Parece que não é. Algumas pessoas realmente têm dificuldade em fazer amigos.

Qualquer amizade é um investimento: compartilhamos parte do nosso tempo com outra pessoa, tempo esse no qual poderíamos estar fazendo milhares de outras coisas. Além disso, investimos também uma pitada de confiança, já que amizade sem confiança é provavelmente outra coisa que não amizade.

Além do tempo e da confiança, acho que também é preciso encontrar um modo de abrir espaço à outra pessoa. Ser amigo envolve escutar, buscar compreender, realmente fazer parte. Para que isso ocorra, temos que estar dispostos a abrir mão das nossas certezas (ainda que temporariamente).

Do contrário, poderíamos muito bem estar vivendo sozinhos.

O que eu ganho tendo amigos?

Momento autoajuda empreendedora: amizades são contatos e podem abrir portas. É óbvio que eu não penso nos meus amigos (especialmente os mais íntimos) desta maneira, mas procuro tratar todas as pessoas que encontro do mesmo modo que trato meus bons amigos: com gentileza, humor e honestidade.

Não é fácil, realmente não é, mas vale a pena.

Li um livro sobre networking que dizia algo como “o importante não é conhecer pessoas, mas sim pessoas conhecerem você”. É bem óbvio quando a gente pensa a respeito. Tenho isso em mente quando conheço novas pessoas (mentira, sou um cara legal desde sempre, li esse livro há só dois meses).

Escrevi ontem que a vida acontece na rua, algo que São Paulo está me provando cada vez mais. É por fazer amizades que tenho recebido convites para sair, para encontrar, conversar, morar e viver.

Se cada pessoa é um microuniverso, cada amizade multiplica as possibilidades da vida.

Estar vivo faz mais sentido quando temos com quem compartilhar.

6 comentários em “A importância de se ter bons amigos

  1. Que texto mais gostoso de ler , Tales :) e concordo, a vida acontece na rua, posteriormente ela acontece em casa também, no sofá, mas num primeiro momento é lá fora que as coisas acontecem.

    Aproveito para agradecer seu comentário no meu blog e, como não sei se voltaria lá para ler minha resposta, deixo aqui o trecho do tem um trecho do livro do Valter Hugo Mãe, o Filho de Mil Homens, que ele diz “Pensava que quando se sonha tão grande a realidade aprende”, sobre quando você disse em fingir ser corajoso :) então, sabe, acho que quando a gente quer, a realidade realmente aprende e torna meio.

    Beijo!

    • Nossa, que citação genial! É bem desse jeito, “fake it until you make it”. Pelo menos é o que eu espero da vida, senão todo esse meu exercício atual não serviria para nada.

      (mas espero que sirva haha!)

  2. Pingback: Ano Zero - Tales Gubes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *