Seja gentil com suas falhas

Às vezes as coisas não saem como gostaríamos a responsabilidade é nossa. Aquele trabalho que foi trocado por Netflix. Aqueles drinks a mais que nos fizeram falar muito ou perder metade de um dia para a ressaca. Aquele silêncio na hora em que dizer algo bem importante poderia mudar tudo.

Não é difícil tomar consciência de que se tivéssemos agido de outra forma, talvez os resultados fossem melhores. Ah, se eu tivesse feito o trabalho, bebido menos, falado a verdade! Porém, ser profeta do acontecido só é útil para na hora de considerar como agir diferente na próxima vez. O que acontece com muita frequência, entretanto, é que nossa falha se transforma na representante maior da nossa incapacidade de sermos boas pessoas, funcionais e úteis à humanidade.

Calma. Respira.

Na próxima vez em que você falhar, experimente algo diferente. Imagine que você é sua melhor amiga, uma pessoa que você verdadeiramente ama. Imagine que ela falhou como você acabou de fazer. O que você diria a ela? Que ela é uma inútil, imprestável e que nunca será feliz na vida? Que ela é um desperdício de DNA humano? Que se ela não melhorar, nada nunca vai dar certo na sua existência? Espero que não. Se você diria qualquer uma dessas coisas a uma pessoa que ama, por favor reveja o modo como você trata as pessoas.

Quem acabou de tomar consciência de que as coisas não saíram como gostaria (provavelmente porque falhou) precisa de colo, carinho, atenção, cuidado. Acusações, culpas e xingamentos não ajudam.

E se quem está tomando essa consciência é você mesmo, experimente ser gentil consigo mesmo. Se abrace, tome um chazinho quente, respeite seu próprio tempo para entender como agir diferente na próxima vez.

A vida é simples, mas não é fácil. Está tudo bem.


Also published on Medium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *