Confirme antes de agir

Depois de um domingo que passamos juntos, meu namorado perguntou: “você vai embora agora ou quer jogar alguma coisa?”. Fiquei desconcertado, achei que dormiria na casa dele, propus jogarmos algo e depois voltei para minha casa, ainda atordoado. Mais tarde, conversando sobre isso, descubro que ele achava que eu não pretendia ficar.

Eu podia ter perguntado: “tu quer dormir sozinho hoje?”. Uma simples pergunta evitaria toda a espiral de pensamentos negativos na qual eu me prendi naquela noite.

“Ah, mas que saco ficar perguntando as coisas”, alguém pode reclamar. Eu também acho, mas não estou aqui pelo mais legal ou bonitinho e sim pelo que acredito que tem mais chances de funcionar. Nós, seres humanos, somos excelentes em criar mundos imaginários em nossas cabeças e esses mundos nem sempre consideram a realidade que de fato está ao redor.

Uma frase mal interpretada pode ser a base para guerras infindáveis.

Embora custe mais tempo, esse é um investimento que pode se pagar quando deixarmos de lado a maior parte das aflições nascidas apenas por força das nossas caraminholas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *