Ser responsável pelos próprios sentimentos não é passe livre para ser cretino

Uma das maiores revelações experimentadas por quem começa a estudar e praticar a comunicação não-violenta é a noção de que somos responsáveis pelos nossos próprios sentimentos e, por tabela, que não somos responsáveis por como as outras pessoas se sentem. Essa ideia é libertadora.

Continue lendo

Duvide do OU

Na última semana, estive empenhado na criação de um novo curso online para o Ninho de Escritores. Inicialmente, percebi duas possibilidades. A primeira é fazê-lo automatizado, sem contato comigo. Pelo que conheço da humanidade, isso significaria que a maior parte das pessoas não faria os exercícios propostos. A segunda possibilidade é a de criar contato […]

Continue lendo