Ajustes de coerência

Em 2014, quando comecei a aprender sobre empreendedorismo, fui apresentado a uma ideia muito poderosa: está tudo bem começar imperfeito e às vezes até incoerente. No jargão empreendedor, “feito é melhor que perfeito”.

Uma vez que o projeto tenha forma real, colocada no mundo fora da minha cabeça ou da minha gaveta, aí posso começar a fazer ajustes de coerência. Percebi algo que não gostei ou que não está fazendo sentido? Corrijo, modifico, tento de outra forma.

Essa ideia me sugere que não sou refém de escolhas passadas. Não é porque fiz algo ontem que devo fazer de novo hoje, e tudo bem se agi de um jeito e as coisas saíram ruins, pois posso mudar minhas ações de agora em diante e trabalhar para consertar o que quer que tenha acontecido.

Eu quero ser uma pessoa completamente coerente no que faço e vivo. Enquanto isso não acontece, vou vivendo e fazendo ajustes de coerência no meu próprio percurso durante esse percurso. Por enquanto é o que melhor tem funcionado para mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *